O Greenpeace mapeou as plataformas antigas da região do pré-sal e apresenta seus dados e histórico de acidentes

Ocorrência de kick

O acidente mais recente e mais grave envolvendo a Sedco 706 aconteceu em 7 de novembro de 2011, no Campo de Frade, na Bacia de Campos quando identificou-se um kick*. Uma semana após o acidente, a mancha formada pelo petróleo vazado já ocupava área de cerca de 163 km², com um volume de óleo entre 570 a 970 barris de petróleo.

A Chevron foi autuada pelo IBAMA para pagamento de multa administrativa no valor de R$ 50 milhões, além de ter sido processada, juntamente com a Transocean, pelo Ministério Público Federal, pela tentativa de explorar petróleo em desobediência às condições estabelecidas pelas licenças e autorizações recebidas.

O acidente foi tão grave que, quatro meses após a sua ocorrência, o óleo continuava a vazar, totalizando 380 mil litros de óleo. Hoje, a plataforma tem 37 anos e será operada pela Chevron até 2014.


 * Um kick é quando fluídos, como petróleo e gás, da formação que está sendo perfurada infiltram o poço devido a uma diferença de pressão gerada entre as áreas.

Ver todos os acidentes por Ocorrência de kick